Agressividade entre cães da mesma casa

Contra cães da mesma casa.

Primeiro é preciso entender porque os cães da mesma casa brigam. Na maioria das vezes é por disputa de liderança, principalmente quando os cães são dominantes e não vêem os donos como lideres de matilha.

Cães mais dominantes costumam brigar por um posicionamento melhor na matilha, afinal os privilégios como carinho, comida e muitos outros são dados para o líder.

Cães dominantes e que estão chegando na maturidade emocional podem tentar ocupar o lugar de um cão mais velho, o mais novo está no auge da maturidade emocional e o peludo mais antigo já está entrando na 3ª idade canina. Numa matilha, cães mais velhos são retirados das posições de líderes pelos cães mais jovens, por serem mais fortes e terem mais chances de conseguir sobreviver na natureza.

Uma boa ajuda para evitar brigas é quando os cães nos vêem como líderes e não tomam nenhuma decisão sem a nossa permissão.

O treinamento de obediência vai ajudar na disciplina, cães que obedecem são mais submissos. Se você estiver no Rio de Janeiro, temos a Escolinha de obediência e socialização e as aulas particulares, para maiores informações entre no link Escolinha ou Aulas em domicílio no nosso site.

Faça caminhadas com os cães que brigam, pois ajuda a dar um sentido de matilha, desta maneira eles fazem uma associação positiva com a presença do outro. Peça a ajuda de um familiar ou amigo se for difícil controlar os cães.

Uma ótima ajuda é a utilização da coleira Gentle leader, ela funciona como cabresto dando muito mais controle sobre o cão (você encontra no site www.bitcao.com.br) Assim como nós humanos o exercício regular fortalece os músculos, melhora a circulação sanguínea provocando uma melhor oxigenação dos tecidos ajudando a limpar as células de toxinas, aumentam a quantidade de serotonina liberada no organismo, que torna o cão mais relaxado e feliz.

Chegando em casa das caminhadas, mantenha os cães por algum tempo na coleira e na guia, mas no mesmo ambiente, sem que um possa arrumar confusão com a outra. Corrija qualquer sinal de rosnado, não podemos esquecer que somos “líderes supremos”.rss A castração pode ajudar a reduzir a agressividade dos machos (pela minha experiência acompanhando machos castrados ajuda muito).

A testosterona ajuda a alimentar a agressividade. Além disso, estudos comprovam que são, pelo menos, mais 3 anos de vida saudável para um cão castrado em comparação com um não castrado. É importante ser consistente e paciente.

Agressão contra os donos

Peludos que atingem a maturidade emocional e não vêem seu dono como líder, podem se mostrar bastante agressivos, por motivos variados cada peludo que se acha o reizinho da casa pode achar que se você estiver tendo uma conduta que ele ache inadequada você pode ser corrigido através de uma mordida, assim como falamos não para corrigi-los.

O maior problema para esses cães é que eles não gostam de ser confrontados, ou seja, se você se comportar não vai levar mordida e ele ainda vai demonstrar ser muito carinhoso, por isso muitos humanos não consideram seus cães agressivos se eles mordem por algum motivo e depois estão pedindo carinho. Mas quem não gosta de carinho? Eles podem se tornar possessivos com pessoas, objetos, não deixar serem examinados e etc. Cães que se tornam lideres precisam perder seu posto ou a vida do seu dono vira um caos.

Treinamento de obediência vai ajudar na disciplina e cães que obedecem são mais submissos.

Carinho, petiscos e outras regalias só poderão ser dados logo após um comando de obediência. Deixe o cão com uma coleira de nylon 24 horas por dia para que você tenha onde segurá-lo em caso de agressão, todo rosnado deverá ser corrigido com um NÃO firme segurando pela coleira, em caso de mordida deixe-o num local restrito por 20 minutos, no momento em que você for liberá-lo se ele começar a latir não abra a porta até que ele fique quieto por 30 segundos, para que ele não associe que você abriu a porta por que ele quis. Para um cão ser afastado de sua matilha é um dos piores castigos que tem, mas lembre-se esse tipo de correção só deve ser usada nesses casos.

A castração pode ajudar a reduzir a agressividade dos machos (pela minha experiência acompanhando machos castrados ajuda muito). A testosterona ajuda a alimentar a agressividade. Além disso, estudos comprovam que são, pelo menos, mais 3 anos de vida saudável para um cão castrado em comparação com um não castrado.

Toda mudança dá trabalho e não é imediata, é preciso persistência e paciência, no início parece que o comportamento do peludo está piorando, mas logo depois é possível notar as melhoras.

Abraços,

Beatriz Duarte

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *