Meu cão esta mordendo quando tenho que medicá-lo

pastor alemão hulk 440pxUma cliente me ligou informando sobre um problema muito sério, sua mãe tem um Pastor Alemão de 12 anos que está com otite (OBS: o cão que está na foto ao lado comigo não é o cão da história).

Ele não deixa ninguém chegar perto para fazer o tratamento, chegou a morder uma pessoa que tentou imobilizá-lo para fazer a limpeza e aplicar a medicação e não queria comer.

Ela estava muito preocupada, pois sua mãe cogitou a possibilidade de dar o cachorro, deixar na Suípa ou fazer a eutanásia.

Falei que dificilmente ela conseguiria um dono que aceitasse um Pastor alemão de 12 anos com problemas de agressividade, a pessoa tem que ter disponibilidade e experiência com esse tipo de problema, até porque trabalhar com um cão de 12 anos não é nada fácil.

A Suípa esta super lotada, só iria aumentar o sofrimento do cachorro.

Sou contra a eutanásia, mas também não gosto de ver animais sofrendo, entre uma vida medíocre e cheia de sofrimento, sou a favor de dar uma morte digna. Sei que é um assunto muito delicado e cheio de controvérsia, mas acho importante abordá-lo.

A melhor opção que eu poderia dar pra ela é não desistir do cão dessa maneira, a otite é uma enfermidade que é tratável, pedi que ela consultasse um veterinário que receitasse um calmante (alguns são em gotas, ela poderia colocar num pedaço de patê da marca AD que é super palatável). Desta forma ela poderia colocar uma focinheira e dar continuidade no tratamento. Ela gostou da dica e ficou de conversar com o veterinário.

Mas fica um alerta pra todos, não deixe de educar seus cães, é inadmissível que um cão não deixe seu dono manuseá-lo quando está doente. Meus cães já se machucaram brincando, já foram castrados e já ficaram doentes, mas em nenhum momento eles pensaram em me morder quando eu estava trocando um curativo ou passando remédio, mesmo na época em que eu não era treinadora.

Até o Peter (Husky Siberiano) que era o mais ranzinza da turma, não pensava em fazer nenhuma mau criação quando estava doente e eu tinha que medicá-lo. Depois que me tornei treinadora fiquei ainda mais disciplinada com isso, todos os meus cães sabem o significado do comando DEIXA VER.

Acostumem seus filhotes a serem manuseados, se o seu cão é adulto não é tarde para treiná-lo. Se ele apresentar sinais de agressividade nesta hora, procure a ajuda de um profissional para reverter o problema.

Infelizmente pra um cão idoso é mais difícil reverter esta situação, eles ficam mais intolerantes, tem mais doenças e consequentemente sentem mais dor, mas não é impossível.

Por isso, não espere para resolver um problema amanhã que pode ser resolvido hoje. Amanhã pode ser tarde demais.

O treinamento de obediência básica vai lhe ajudar nesse processo (cães aprendem em qualquer idade, só precisa estar saudável).

Abraços,

Beatriz Duarte

 

2 Comentários


  1. Olá,

    eu não sou do Rio, logo não vou conseguir agendar com vc, mas gostaria de tirar uma dúvida se possível. Tenho uma vira-lata de 5 anos (ela está comigo desde quando parou de tomar leite – leite em pó, pois ela foi achada na rua e não tinha a mãe junto) e ela sempre foi tranquila, porém, agora, infelizmente, ela está no linfoma. Não sei se está relacionado ou não, mas seu comportamento mudou drasticamente (há menos de um tb adotamos um filhote que ela tb tem ciúmes, mas o tolera). Ela não quer ir mais passear, sempre levamos quando conseguimos colocar a guia nela, mas se ela está embaixo de algum móvel ela responde mostrando os dentes. Fomos dar remédio para ela nessa situação e ela mordeu (mordeu de fechar a boca, não de puxar e nem nada, mas ainda si doeu bastante). Eu, particularmente, não estou com confiança em outros manipularem ela quando ela está nesses cantos isolada (embaixo dos móveis). O que posso fazer? Ela estando doente posso procurar alguém para adestra-la? Pq ela está bem apática, n sei se responderia bem.Ela foi
    adestrada quando filhote alguns comandos, até rolar, porém hj ela apenas senta se pedimos.

    Sua opinião seria de muito valia para nós, pois estou tentando fazer o impossível para que ela fique bem.

    Responder

    1. Olá Fabiana, tudo bem? Minha cachorra também teve linfoma, seu tratamento durou 1 ano e sei como é dificil. Para o seu caso seria complicado fazer algum tipo de treinamento, pois sua peluda esta debilitada. O que eu recomendo é não fazer confronto tirando-a debaixo dos móveis. Tente antecipar o processo. Por exemplo, ela gosta de passear? Se gosta, faça um passeio e de o remedio na volta, mas não libere-a da guia antes de dar o remedio, dessa forma você evitará uma fuga pra debaixo dos móveis. Já tentou dar o remédio com algum queijo ou carne?
      Espero que essas dicas te ajudem, se precisar podemos fazer uma consultoria online. Meu contato é (21)99480-9294.
      Abraços

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *