Por que devemos castrar nossos cães

Olá pessoal, decide escrever esse texto em resposta aos questionamentos referente ao post, escrito pela Dra, Alessandra Keidan (fonte: wwww.bolichodobicho.com.br). Ela transcreveu 10 Motivos para Castrar seu Pet de acordo com a “American Society for the Prevention of Cruelty to Animals” (Sociedade Americana de Prevenção de Crueldade contra os Animais) – ASPCA.

Muitas pessoas acham que o abandono de cães e os maus tratos só acontecem com cães SRD (Sem Raça Definida), mas no meio em que trabalho, com os amigos protetores que convivo e tento ajudar vejo que o fato é bem diferente.

Quando incentivamos a castração não é porque queremos extinguir os cães (como já ouvi uma pessoa falando: “se castrarmos todos não vai existir mais cães”), até porque acho que seria muito difícil.

Esse tema costuma ser bastante polêmico, mas gosto de falar sobre isso, gosto dos questionamentos, pois nos faz refletir e nos obriga a estudar mais e dar mais qualidade de vida para os nossos peludos ( as questões do nosso internauta estão em negrito).

- “Para evitar ninhadas indesejadas, existem varias opções”.

Quais opções? Mandar o cão para casa de um amigo? Gastar dinheiro com hospedagem para retirar o cão de casa? Dar hormônios caso a cadela tenha cruzado para evitar filhotes (lembrando que só ajuda a cadela a desenvolver câncer)? Spray anti-cio não funciona. Já vi cães arrebentarem portas pra poder cruzar. São essas as opções? Então a cada 6 meses o proprietário precisa ter essa rotina? Se o proprietário não tem intenção de cruzar, por que não castrar?

Além disso, vou usar um exemplo que aconteceu na minha casa. Quando meu Husky Siberiano não era castrado ele ficava dias sem comer por causa do cio da cadela do vizinho, desesperado, arranhava o portão, uivava durante a madrugada, o que eu poderia fazer? Pedir para o vizinho retirar a cadela de casa. A única solução era a castração, depois disso a cadela podia entrar no cio e meu cão não sofria mais.

- “O dono não pode em hipótese alguma deixar qualquer possibilidade que seu cão fuja, castrado ou não, se a cerca é passível de ser escalada ou cavada a culpa é do dono”.

Concordo plenamente, mas cães não fogem só pulando muro ou fazendo buracos em cercas, já vi cães passarem pelas pernas das pessoas quando alguém abri o portão, conheço cães que abrem portão até com chave.

Eles correm o risco de serem atropelados ou roubados e nesse caso viram reprodutores (já viu o pessoal que vende filhotes em caixa de papelão nas ruas? E as pessoas compram por pena, mas não se dão conta que estão estimulando esse mercado, pois é, vira um problemão).

Essas pessoas querem ganhar algum dinheiro “fácil” e vivem as custas dos cruzamentos desses cães (as famosas fábricas de filhotes, onde as fêmeas não tem intervalo de um cio para o outro e quando não podem mais procriar, são mortas).

E se o cão que fugiu for agressivo e atacar as pessoas?

A estatística é comprovada, cães castrados não ficam tentando fugir pelo portão ou muro ou cerca por causa de cadela no cio e o que adianta um muro alto se o pobre coitado fica desesperado tentando fugir, é um sofrimento para eles.

- “Dizer que castrar reduz risco de câncer de testículo seria o mesmo que sugerir cortar a orelha (ouvido) para evitar otite”.

Primeiro que a otite é interna, realmente não adianta cortar a orelha para evitar esse problema. Mas no caso do câncer de testículo é a pura verdade, se você castra antes do cão desenvolver o câncer você evita o problema, mas se o cão estiver com câncer no testículo terá que ser castrado de qualquer maneira, pois a castração é a cura e em muitos casos se a cirurgia for de emergência pode aumentar o risco de óbito. Outro exemplo é quando um cão tem aumento de próstata, a cura é a castração.

- “Como um cão intacto representa risco para a sociedade?”

Concordo com você, aparentemente não existe risco (com exceção dos cães que fogem e são agressivos, esses colocam a sociedade em perigo), pra mim o risco maior é para o cão com as situações citadas acima.

- “E lembrando que qualquer cirurgia, por mais simples que seja representa risco”.

Isso é verdade, mas será que uma cirurgia que é feita de forma cuidadosa e acredito que é uma das cirurgias mais feitas no mundo (animais) e traz benefícios para o seu peludo não vale a pena? Dar mais qualidade de vida para seu cão, estudos comprovam que são, pelo menos, mais 3 anos de vida saudável para um cão castrado em comparação com um não castrado. Não estou dizendo que a castração é o milagre da medicina veterinária e que vai curar tudo, mas acho importante mantermos nossas mentes abertas para opções, certo? Outro questão é a estatística de cães que morrem numa castração, em 7 anos que indico a castração para os cães dos meus clientes nunca tivemos problemas. Mas já vi vários cães que vieram a óbito nas cirurgias de emergência por causa de aumento de próstata, com câncer de testículo, com piometra (infecção no útero da cadela), câncer no útero, mama e ovário. Ou quando é feita por veterinários que não pedem exames pré-operatórios para saber como esta a saúde do cão. É preciso conversar com o veterinário e avaliar os prós e contras.

- “Eu acho que essas recomendações aplicam-se a cães de rua”.

De onde vêm os cães de rua? Sabe quantos Shih-Tzu, Lhasa Apso, Chow Chow, Labradores, Pastores Alemães, Kuvasz, Goldens Retriever, Doberman, etc já encontramos nas ruas? Amarrados em postes, algumas pessoas abrem a porta do carro e saem correndo largando o pobre coitado a própria sorte, algumas pessoas deixam o portão aberto, outras marcam banhos em petshops dando contatos errados, deixam amarrados no portão das hospedagem ou hospedam o cachorro e não voltam mais.

Então, o que são os cães de rua? Você quer dizer cães sem raça definida, mas de onde eles vieram? Resposta simples, mistura de cães de raça que em algum momento, foram abandonados, fugiram, ou seus donos queriam um filho do seu cão e deram os outros para várias pessoas que muitas vezes não cuidaram e abandonaram, porque todo filhotinho é lindo, mas quando começa a dar trabalho, já não são tão bonitinhos e viram um problema.

Por isso, não fiquem achando que só cães SRD devem ser castrados, devemos nos questionar de onde vieram. Gostaria que as pessoas pudessem viver um tempinho numa Ong de animais, numa clinica veterinária, numa hospedagem para cães e com treinadores. Acho que vocês teriam a mesma visão que eu tenho.

- “Mas em suma, não sou contra sua opinião, mas acho que esse generalismo é perigoso”.

Tenho dúvidas quanto ao generalismo ser perigoso, como eu disse acho difícil acabar com todos os cães do mundo, mas entendi seu ponto de vista.

- “Só para ilustrar o que eu disse sobre generalismo, qual sua opinião sobre a extinção do pitbull como foi feito no Reino Unido?”  

Sou contra a extinção de uma raça. Até porque já vi outras raças de grande porte ou sem raça definida destruírem uma pessoa, mas sou a favor da posse responsável e o que está acontecendo com o Pitbull é culpa das pessoas, primeiro eles foram criados pra rinha, com isso eles tem dificuldade de reconhecer sinais de submissão, já vi vídeos que mesmo quando o outro cão está morto eles continuam atacando, mas isso foi uma seleção genética feita pelo ser humano.

Hoje alguns criadores tentam reverter esse quadro selecionando cães com bom temperamento, mais tolerantes com outros cães, porque cães que tem a capacidade de matar uma pessoa devem ser criados por pessoas com boas condições físicas, psicológicas e financeiras, mas infelizmente não é o que acontece e não falo só de Pitbulls. Existem pessoas que não deveriam ter cães, só os de pelúcia. Se pegarmos as estatísticas os cães que mais mordem são os de pequeno porte, mas não são capazes de matar ninguém.

Nesses países a tolerância é zero com relação à agressão de cães as pessoas, quando existem muitos acidentes não tenham dúvidas eles vão agir de forma radical, mas no fim das contas de quem é a culpa?

Para finalizar, estimulo as pessoas a castrarem seus cães pelos benefícios relacionados a saúde, mas principalmente pela posse responsável.

Acredito que quem deveria cruzar cães são os criadores credenciados que respeitem os animais e que não criam cães para ganhar dinheiro e sim por hobby (um bom criador não fica rico com a criação de cães, suas despesas sempre ultrapassam o valor de um filhote). Os cães deveriam ser microchipados (com um cadastro nacional inserindo os dados do proprietário), serem entregues castrados (exceto em casos de donos que querem participar de exposições, mas que devem manter um contrato e contato com o criador), os criadores devem ter o conhecimento do temperamento e da estrutura do cão e não ficar inventando tamanhos e linhagens novas, como exemplo: Rottweiler de origem americana mais alto e mais magro e Rottweiler de origem Alemã mais baixo e parrudo. Isso é história pra vender cachorro fora do padrão da raça. Deveria haver uma fiscalização por parte dos órgãos de cinofilia.

Em minha opinião proprietários sem condições de ficar com os filhotes o tempo necessário, sem condições financeiras e sem ter o conhecimento do temperamento e da estrutura da raça não deveriam cruzar seus cães.

Por isso, que principalmente nos países onde o cuidado dos animais é menosprezado pelo governo, não existe generalismo e sim uma tentativa de protetores, ONGs, veterinários, treinadores e de todos que buscam o bem estar dos peludos serem a favor da castração. Queremos diminuir o sofrimento dos cães de raça ou sem raça definida, pois na verdade todos são cães e não merecem ser abandonados ou mal tratados.

Abraços,

Beatriz Duarte

Esta entrada foi publicada em Dicas de adestramento de cães, Noticias sobre os caes. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

2 respostas a Por que devemos castrar nossos cães

  1. Nadir Leme disse:

    Adorei……eu mando todos os seus e-mails pra minha filha, e graças a eles, ela castrou
    o seu Jack Russel ainda bebezinho(7 ou 8 meses)
    Ele é o caõzinho mais lindo do mundo. meu único netinho.
    Obrigada.

    • Beatriz Duarte disse:

      Olá Nadir, estive sem acesso ao blog durante um tempo, mas fico muito feliz pela decisão da sua filha, castrar é um ato de amor. Grande beijo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current day month ye@r *